SÃO PAULO: CCBB E EDIFÍCIO MARTINELLI

No primeiro sábado deste mês fui com uma amiga super querida (e arquiteta, como eu!) na exposição Mestres do Renascimento, em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil aqui em São Paulo. Combinamos de nos encontrar lá às 9h para evitar as longas filas. E foi a melhor coisa que fizemos, pois não esperamos para entrar e conseguimos ver todas as obras com bastante calma. Quando saímos de lá, já era mais de 10:30h, havia uma fila enorme. Valeu muito acordar cedo em pleno sábado!

IMG_3901

A exposição, que entrou em cartaz no dia 13/07, vai até 23/09/13 e a entrada é grátis! O acervo é composto de 57 obras-primas (pinturas, desenhos e esculturas) de vários artistas, entre eles Leonardo da Vinci, Michelangelo, Rafael e Botticelli. As obras vieram da Itália e pertencem a coleções públicas e particulares.  

Só a visita ao prédio do CCBB já vale a pena, pois é lindo e muito bem conservado. Gostei muito da exposição e fico feliz de ter a oportunidade de visitar exposições deste tipo no Brasil, tanto pela qualidade do acervo e curadoria e também por ser gratuita. Muitas vezes só é possível ver este tipo de obra de arte fora do país, onde os valores dos ingressos são mais caros.

A entrada do CCBB é linda:

IMG_3862

Neste dia o céu estava azul e a temperatura agradável, o que tornou nosso passeio ainda melhor. Gosto muito desta região do centro de São Paulo e muita gente que mora aqui nem conhece! Pelas fotos daria para dizer tranquilamente que é algum lugar na Europa:

IMG_3859

IMG_3860

Saímos do CCBB e fomos visitar a cobertura do Edifício Martinelli, a poucos metros de lá. Esperamos aproximadamente 10 minutos para o início da visita e além de nós duas, havia um grupo de uns 10 alemães e 02 casais brasileiros. A visita pode ser feita às segundas, terças e sextas-feiras das 9:30h às 11:30h e das 14:30h às 16:30 e também aos sábados até às 13h. É possível agendar a visita previamente através de um formulário eletrônico (clique aqui).

IMG_3890

Durante a visita até a cobertura um bombeiro acompanhou o grupo o tempo todo e ele nos explicou também toda a história do Edifício Martinelli, que começou a ser construído no ano de 1924. A princípio o edifício teria somente 12 andares, o que para a época já era uma ousadia, visto que não havia prédios com mais do que 05 andares na cidade de São Paulo. À medida que a obra avançava, Giuseppe Martinelli (idealizador da construção) decidiu aumentar o número de andares do edifício e o objetivo passou a ser 30 andares. Mas quando o 24o andar foi construído a obra foi embargada por não possuir licença e por não respeitar as leis municipais vigentes naquele período.

IMG_3885

Algum tempo depois o problema foi resolvido, entretanto só foi permitido a altura máxima de 25 andares. Entretanto, Martinelli tinha a meta de construir os 30 andares e para isto construiu a própria residência 05 andares acima do então permitido. A obra foi finalizada no ano de 1934 com 30 andares e 105m de altura e até o ano de 1947 foi o edifício mais alto do Brasil e por um período o mais alto da América Latina. O acabamento de todo edifício era impecável e a maioria veio da Europa.

Entre as décadas de 60 e 70 o edifício passou por um período de extrema decadência, pois foi ocupado por famílias de baixa renda que jogavam o lixo nos poços de ventilação e isto tornou o local totalmente insalubre. Foi também nesta mesma época que o Edifício Martinelli serviu de palco para diversos crimes, assassinatos e prostituição.

No ano de 1975 o edifício foi desapropriado e foi iniciada a sua restauração. O exército teve de intervir no processo de desapropriação, pois alguns moradores estavam resistentes e não queriam deixar o edifício. E a maioria das pessoas que tiveram de sair de lá não estavam satisfeitas e para não saírem de mãos abanando, roubaram várias peças de acabamento do edifício: mármore carrara, madeiras nobres, louças, entre outros. Em 1979 foi reinaugurado e até os dias de hoje abriga órgãos da Prefeitura Municipal de São Paulo.

Apesar de todo o período negro, o Martinelli está bem preservado e inclusive teve a fachada restaurada há alguns anos e a equipe trouxe da Europa a mesma areia cor de rosa que foi utilizada na época de sua construção. Lá do alto é possível avistar toda a cidade de São Paulo sem barulho e confusão. A vista é linda:

IMG_3876

IMG_3893

O interessante de visitar a cobertura do Martinelli é que de lá é possível ver o Edifício do Banespa (que na verdade se chama Edifício Altino Arantes) e que também oferece visita, porém somente de segunda a sexta-feira e dura somente 05 minutos.

IMG_3892

IMG_3870

Gostei muito de conhecer um dos marcos arquitetônicos de São Paulo, vale muito a pena fazer esta visita. Ficamos lá por aproximadamente 25 minutos e é totalmente grátis.

De lá ainda fomos ao Mosteiro de São Bento que é belíssimo e vale entrar para conhecer. Mas lá não havia visitas e fomos diretamente para a padaria do Mosteiro, onde são vendidos bolos, pães e doces maravilhosos feitos pelos próprios monges. Comprei uns biscoitos de alho poró e um doce delicioso de chocolate, avelãs e pistache. Além da padaria do Mosteiro, também é possível comprar os produtos na unidade do Jardim Paulista ou pela loja virtual (aqui).

De lá fomos de metrô até o Bar Veloso onde o Du foi nos encontrar. A coxinha deste bar é de outro mundo e de tanto que gosto vai ser assunto para um próximo post!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: