NA COSTA DO MAR MEDITERRÂNEO: DE FETHIYE A ANTÁLIA

Saímos de Fethiye no sábado de manhã com destino a cidade de Antália, onde começaríamos a saga para voltar para o Brasil. Há duas estradas que ligam estas cidades: uma com um trecho de aproximadamente 200km que passa por dentro e a outra com cerca de 300km que margeia toda a costa do Mar Mediterrâneo. Por motivos óbvios, preferimos seguir pela segunda opção e aproveitar mais um pouco das paisagens deslumbrantes que o mar Mediterrâneo é capaz de proporcionar.

Desta vez não passamos aperto e a viagem foi tranquila. Saímos de Fethiye por volta das 9h após tomar café da manhã e fazer check out no hotel. A ideia foi fazer a viagem bem tranquilamente e ir parando nas cidades do caminho. E a decisão foi mais do que acertada, pois passamos por várias cidadezinhas agradáveis, praias paradisíacas e paisagens lindas!

Nossa primeira parada foi em Xanthos, que não estava em nossos planos e apareceu de repente no caminho:

DSCN3709

Xanthos era a capital da Federação da Lícia, composta por 19 cidades independentes. Em 1988 entrou para a lista do Patrimônio Mundial da UNESCO, juntamente com o vilarejo de Leeton que está localizado a poucos quilômetros de lá.

DSCN3713

Como chegamos lá por acaso, não sabíamos exatamente quais eram os atrativos do local. Estava muito quente neste dia e a região é muito seca, condições perfeitas para carrapatos. Isso mesmo! Estávamos em frente a algumas ruínas com o sol a pino e de repente vi vários carrapatos em volta dos pés do Du! E eram parecidos com o carrapato estrela, aquele que transmite a febre maculosa e pode matar. Na hora fiquei apavorada, pois já conheci duas pessoas que morreram por causa desta febre. Em questão de 30 segundos me imaginei em um hospital turco sem recursos e quase viúva!

DSCN3710

Dramas à parte, nada de grave aconteceu e na mesma hora saímos do lugar onde estavam os carrapatos e andamos um pouco ao redor. O único monumento que estava mais próximo era o Anfiteatro, construído no século II d.C.

DSCN3712

Mas como Xanthos não estava nos nossos planos, preferimos seguir viagem para não atrasar o percurso. Além do Anfiteatro, há ruínas da Acrópole, Basílica Bizantina, Necropolis, entre outros. É uma visita que deve ser feita com tempo para aproveitar tudo o que o local oferece.

De lá também avistamos alguns túmulos Lícios escavados em rochas:

DSCN3715

Seguimos caminho e após uns 40 minutos chegamos em Kalkan. A cidade só foi ter uma população permanente por volta do ano de 1950, quando o mosquito da malária foi completamente erradicado. Não paramos lá, apenas apreciamos a paisagem vista da estrada. E que paisagem!

DSCN3718

DSCN3719

Mas a melhor e mais linda paisagem de todo o percurso que fizemos ainda estava por vir. E  ela apareceu de repente, logo após a curva acentuada da estrada:

DSCN0003_8

Dei um grito quando vi a praia de Kaputaş lá embaixo! E não é pra menos né, afinal quem não ficaria louco ao ver uma praia de água azul turquesa praticamente deserta e com cara de ilha paradisíaca?! Olha a foto abaixo e diz se não estou certa? rs

DSCN3738

Kaputaş Beach fica a 7km de Kalkan, no caminho para a cidade de Kaş. A praia está abaixo da estrada estreitíssima, ladeada por um penhasco bem íngrime. Neste link do Google Maps é possível ver perfeitamente a localização desta praia.

Para acessar as águas de Kaputaş é necessário descer uma escadaria que foi construída juntamente com um paredão de pedras. A praia não tem estrutura de bares e restaurantes, o que é ótimo porque favorece a pouca quantidade de visitantes. O local é ponto de parada de vários passeios de güllet.

DSCN0001_7

Foi uma parada rápida, somente para apreciar a belíssima paisagem. Certamente é um lugar perfeito para passar o dia e esquecer da vida!

De lá seguimos rumo a cidade de Kaş, localizada a 20km de Kaputaş Beach. E no caminho nos deparamos com outras paisagens de tirar o fôlego, com direito a mais água azul turquesa:

DSCN3750

E até um rebanho de cabras apareceu no caminho!

DSCN3753

E então chegamos em Kaş. A vista a partir da estrada já indicava uma cidade muito linda:

DSCN3761

E mais mar azul turquesa transparente!

DSCN3759

Estacionamos o carro no centro da cidade e andamos a procura de um restaurante para almoçar.

Na foto abaixo a estátua do Atatürk e a bandeira da Turquia, que está em todo canto:

DSCN3765

Kaş tem uma população de aproximadamente 8.000 habitantes e vive praticamente do turismo. Há várias agências que vendem passeios pela região e há opções de mergulho, caminhadas, trilhas, passeios de bicicleta etc.

DSCN3769

Paramos em um restaurante e comemos um peixe no espeto muito bom! Não me lembro o nome, mas o sabor e a textura era totalmente diferente de todos os peixes que já comi. Depois caminhamos pelas ruas do centro e tomamos um sorvete para refrescar. Kaş é uma graça e bem tranquila.

Depois de descansar um pouco, voltamos para a estrada. No caminho surgiram outros túmulos Lícios escavados nas rochas dos penhascos:

DSCN3774

DSCN3773

E seguimos a viagem, novamente passamos por várias cidadezinhas com mais paisagens encantadoras e praias belíssimas. Passamos por Demre:

DSCN3778

DSCN3781

E na estrada mais uma praia surgiu após uma curva acentuada:

DSCN3787

Mais adiante passamos pela cidade de Finike, com praias praticamente desertas:

DSCN3796

Da estrada foi possível avistar o Monte Olympos turco:

DSCN3808

Mais adiante chegamos na cidade de Kemer, que possui aproximadamente 20.000 habitantes e tem um papel importante no turismo da Turquia. Andamos pela cidade e paramos o carro próximo a praia, onde andamos e depois paramos para descansar um pouco.

Kemer é bem diferente das outras cidades que encontramos anteriormente pelo caminho, pois é bem mais movimentada com várias opções de baladas e restaurantes, hotéis e casas para alugar mais interessantes e turistas mais jovens. A maioria dos visitantes de Kemer vêm da Alemanha, Holanda e Rússia.

A cidade é um ótimo ponto de partida para explorar a região, sem contar as praias de águas calmas e claras:

DSCN3809

Saímos de Kemer por volta das 17h e em menos de 1h estávamos em Antália. Deu tempo de abastecer o carro e devolvê-lo na locadora, onde tivemos de pagar a multa que “ganhamos de presente”em Izmir. E depois ainda tomamos um chá de aeroporto, pois nosso vôo para Istambul só sairia às 21h!

O bom é que o embarque aconteceu no horário marcado, sem atrasos. E em Istambul chegamos pelo aeroporto Sabiha Gökçen, que fica no lado asiático. Pegamos um táxi até o aeroporto Atatürk e foi o percurso mais emocionante e tenso da minha vida! O taxista, que não falava uma palavra em inglês, estava a mais de 200km/h! E na hora de passar no pedágio, na cabine com cobrança automática, ele estava a 120km/h!! Eu e o Du simplesmente abstraímos tudo e chegamos à conclusão que este seria mais um dos nossos causos da Turquia! Pelo menos o motorista dirigia muito bem e era muito simpático! rs

Chegamos no aeroporto Atatürk em tempo recorde! Ainda eram 23h e teríamos que esperar até às 5h para embarcar para o Brasil (aliás, para Amsterdam onde pegaríamos a conexão para Guarulhos!). Ficamos deitados nas cadeiras, junto a vários viajantes na mesma situação, tentando, em vão, dormir. Mas até que o tempo passou rápido e, quando finalmente entramos no avião, estava acabada mas a sensação de ter feito uma viagem fantástica me fez esquecer o cansaço e já pensar na volta! E eu não vejo a hora!

Anúncios
2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: