PAMUKKALE E HIERÁPOLIS

Saímos de Bodrum por volta das 10:00h rumo a Pamukkale. Foram 272km percorridos em aproximadamente 4 horas. A ideia era ter saído mais cedo, afinal seria muito chão para pouco tempo, ainda mais que depois de Pamukkale ainda seguiríamos viagem. Mas acordar cedo em férias é um sacrifício pra mim e só conseguimos sair do hotel por volta das 9h. Como ainda fomos ao Mausoléu de Halicarnasso antes, a viagem começou mesmo por volta das 10h. A estrada é boa, fizemos uma viagem tranquila e antes das 14h já estávamos em nosso destino.

De repente avistamos da estrada a montanha branca de Pamukkale:

DSCN3265

Pamukkale, que em turco significa “Castelo de Algodão”, não recebeu este nome à toa. O local é uma montanha com diversas fontes termais e à medida que a água destas fontes desce a encosta o carbonato de cálcio é depositado no decorrer da colina. E a partir dos depósitos de carbonato de cálcio os terraços de travertino vão sendo formados. Todo este processo vem acontecendo há centenas de anos e, por isso, a montanha é praticamente branca e de longe parece coberta de neve.

Chegamos pelo portão principal e tivemos que subir toda a montanha a pé. Lá de baixo a vista jé é linda e intrigante. Se me jogassem lá de olhos vendados diria facilmente que estava em uma estação de esqui!

DSCN3266

Começamos a subir a montanha e em todo o momento todos os visitantes devem estar descalços para evitar o desgaste do calcário. A impressão que tinha é de que o local seria super escorregadio mas na verdade não é, dá para andar sem chinelo tranquilamente.

DSCN3276

À medida que subíamos a água que desce a montanha passava ao nosso lado:

DSCN3281

E logo depois nos deparávamos com as piscinas de água turquesa:

DSCN3307

DSCN3288

DSCN3297

A água é morna e apesar do mau tempo neste dia, havia muita gente nadando. As piscinas das fotos acima são artificiais e foram construídas para evitar o desgaste das formações originais do local (os terraços de travertino).

Depois de subir a montanha e chegar até o topo, aí sim chegamos até os originais terraços de travertino que quando encontram a água formam as lindas piscinas de água azul turquesa:

DSCN3439

DSCN3434

É proibido entrar nestas piscinas mas ficar lá em cima contemplando toda a paisagem já é gratificante:

DSCN3429

Logo depois de chegarmos no topo da montanha seguimos para as ruínas de Hierápolis, que fica bem ao lado de Pamukkale (fomos a pé mesmo).

Tanto Hierápolis quanto Pamukkale foram declaradas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade no ano de 1988.

DSCN3343

A cidade romana de Hierápolis foi fundada no século II a.C. por Eumenes II, rei de Pérgamo. Foi destruída por um terremoto em 60 d.C. e logo depois a cidade foi reconstruída, e atingiu seu auge entre os anos de 196 e 215. A partir do século VI entrou em declínio.

O teatro romano foi construído no ano de 220 a.C. para acomodar 20 mil pessoas. O teatro original foi totalmente destruído por um terremoto e foi reconstruído durante o reinado de outro imperador:

DSCN3320

A Nécropole de Hierápolis é o maior cemitério antigo da Anatólia e possui mais de 1.200 túmulos e também sarcófagos e sepulturas em forma de casas. Há exemplares dos períodos helenista, romano e cristão:

DSCN3346

DSCN3339

DSCN3334

O Arco de Domiciano era ligado ao portão sul através da Plateia, uma rua larga de colunas:

DSCN3366

DSCN3336

DSCN3365

Estávamos caminhando pelas ruínas e quando nos aproximamos da árvores da foto abaixo, ouvimos um barulho muito alto e constante. Quando nos aproximamos vimos que eram vários pássaros que voavam e cantavam, um espetáculo lindo!

DSCN3333

Em Hierápolis há uma piscina de água termal e muitos dizem que são água terapêuticas. A água é quente e é preciso pagar para poder nadar lá. Preferimos pular esta parte, afinal iríamos seguir viagem e já estávamos com o tempo contado.

DSCN3323

Voltamos de Hierápolis e descemos toda a montanha de Pamukkale em direção ao portão de entrada. A esta altura estávamos famintos e comemos uma pizza em um restaurante em frente. O sol já estava querendo ir embora e uma possível tempestade se aproximava. Estávamos aprensivos, pois seguiríamos viagem com destino a Fethiye. Mas como já tínhamos reserva de hotel por lá e todo roteiro programado, decidimos ir assim mesmo. E acabamos embarcando em uma mini aventura que será descrita no próximo post!

Anúncios
6 comentários
  1. Greiciele Rosa Ramos disse:

    Iza….amiga, vc realizou um sonho meu e do Rodolfo…Podemos combinar uma viajem dessas caso queira voltar..rsrssr..Belíssimo o lugar, estou feliz por vocês, aproveitando esse mundo maravilhoso, misterioso e muito curioso! Fiquem com Deus, Forte abraço!

    Curtir

    • Amiga! Que legal que é um sonho de vocês conhecer este lugar! Poderiam passar a lua de mel lá, hein?
      Voltaria lá sim, de preferência em um dia ensolarado para curtir mais as piscinas! Vamos?!!
      Beijos!!

      Curtir

  2. Pingback: FETHIYE |

  3. Greiciele Rosa Ramos disse:

    Uai….Fica difícil ir não..Desde de já eu e o Do estamos nos e$forçando também para fazermos viajens assim, mas tuuuuudo após o casamento, vc conhece minha família…rsrsrsrs! Enfim, podemos combinar isso de verdade! Grande beijo a vcs e voltem com Deus! Abraços!

    Curtir

    • O casamento já está chegando tbm, né? E logo logo vcs poderão viajar pelo mundo. E te garanto que não há coisa melhor!
      Tudo é questão de planejamento, seria uma delícia né?!
      Beijos

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: