CAPADÓCIA: ÜÇHISAR E GÖREME

A Capadócia, que na antiga língua persa significava “terra de belos cavalos”, é uma região localizada na porção central da Turquia: a Anatólia Central. Kayseri é a cidade mais importante da região e, assim como Nevşehir, possui aeroporto com vôos frequentes para e a partir de Istambul. Além destas 02 cidades, há também diversos vilarejos nesta região, que tem pouco mais de 300km2.

A paisagem peculiar da Capadócia é devido a intensa atividade, ocorrida há milhões de anos, de diversos vulcões que existiram naquela região. Toda o material depositado no solo pelos vulcões se solidificou e com o passar dos anos a ação dos ventos, água e neve foram intensificando o processo de erosão no solo, modificando totalmente a paisagem local.

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1395

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1795

No relevo local predominam a rocha basáltica (material mais resistente) e o tufo vulcânico (material de baixa densidade e facilmente desagregável). A erosão na rocha basáltica originou as formações das famosas “chaminés de fadas” que são muito comuns na região. Na foto abaixo (na porção central à direita) dá para ver as chaminés:

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1366

A tufa vulcânica origina um solo muito muito fértil e por ser um material bastante macio e de fácil escavação, permitiu a criação de moradias e cidades subterrâneas.

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1376

Ficamos hospedados em Üçhisar, um vilarejo com menos de 4.000 habitantes. Ficamos lá por duas noites e dois dias.

Üçhisar, que em turco significa “três fortalezas”, não tem uma estrutura boa de turismo (são pouquíssimas opções de restaurantes, por exemplo), justamente por ser um vilarejo. No dia anterior fomos nas cidades vizinhas de Avanos e Ürgüp, mas também não encontramos nada atraente por lá. Göreme foi o lugar com mais estrutura para turismo que tivemos a oportunidade de conhecer na região.

No primeiro dia fizemos o vôo de balão, almoçamos em Göreme e ficamos de preguiça no resto do dia (contei aqui). No segundo dia o céu estava nublado e uma garoa insistia em nos acompanhar. Além do vôo de balão, a maioria dos turistas que visita a Capadócia opta por fazer caminhadas para ver de perto o relevo peculiar de lá. Eu e o Du não somos muito fãs de caminhadas e, por isso, pulamos esta parte. E também não fomos ver as cidades subterrâneas, embora este passeio seja muito bem recomendado.

Após tomar café da manhã, fomos visitar o grande rochedo localizado no topo do vilarejo e apelidado de Kale (castelo em turco). É o ponto mais alto de toda a Capadócia (está a 1330m de altitude) e no passado este rochedo serviu de fortaleza e refúgio.

Na foto abaixo o Kale visto de longe:

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1775

E na foto abaixo o Kale visto de perto:

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1557

Até o topo do rochedo fizemos uma caminhada por um trecho íngreme que durou menos de 15 minutos. Vale muito a pena subir até o topo, pois a vista lá de cima é muito bonita.

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1755

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1754

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1729

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1737

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1741

De lá voltamos para hotel, arrumamos nossas malas e fizemos o check out. Colocamos as bagagens no carro e partimos para Göreme.

No caminho paramos em um mirante de onde dava para ter uma vista muito bonita de toda a Üçhisar. Lá havia uma loja de artesanato turco e depois de negociar por quase 20 minutos com o vendedor, consegui levar uma colcha linda toda bordada a mão! O preço não foi dos mais amigos, mas valeu a compra. E o vendedor até falou umas palavras em português depois que eu disse que era brasileira! Aquela história de que os turcos vendem até a própria mãe é pura verdade! rs

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1787

Em frente a loja havia uma árvore com vários “olhos turcos” de tamanhos variados. O olho turco é um amuleto contra mau olhado, muito comum nos países árabes. Na Grécia é conhecido como olho grego e como há uma rivalidade enorme entre gregos e turcos, quase arrumei confusão com um vendedor em Istambul quando disse que aquele amuleto se chamava olho grego!

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1780

De lá fomos para Göreme e visitamos o Museu a Céu Aberto de Göreme. A área foi classificada como Patrimônio da Humanidade em 1985.

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1805

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1818

O Vale do Göreme, onde está localizado o Museu, possui o maior número de capelas e mosteiros escavados na rocha de toda a Capadócia. São mais de 30 igrejas datadas do século IX construídas nas tufas vulcânicas.

Os monges viviam e trabalhavam em formações rochosas como a da foto abaixo:

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1809

As igrejas ficam localizadas na porção central e/ou mais alta dos rochedos e é necessário subir escadas para chegar em seu interior:

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1824

Na foto abaixo está a Karanlik Kilise que foi um complexo monástico datado do século XI:

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1831

O interior das igrejas possui pinturas muito bem conservadas e dão a impressão de que estamos em um sítio arqueológico:

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1828

Viagem Amsterdm e Turquia_2011 1833

Fiquei impressionada com a conservação das igrejas do Museu, a maioria do século IX! São centenas de anos desde a construção destas edificações até hoje. Foi muito interessante ver tudo de perto, valeu muito a pena a visita.

Saímos do Museu e fomos para o aeroporto, devolvemos o carro alugado e pegamos o vôo com destino a Izmir.

Anúncios
1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: