BARCELONA: PRIMEIRO DIA

Chegamos em Barcelona no sábado 12/05 por volta das 16:30h. O vôo foi tranquilo e demorou em torno de 2 horas e meia. Confesso que chegar em Barcelona e encontrar uma temperatura na casa dos 22°C foi um alívio enorme, afinal os dias quentes anteriores em Marrakech foram um sufoco.

O avião pousou no aeroporto El-Prat (BCN) que fica a uns 12km do centro de Barcelona e é o segundo maior aeroporto da Espanha (só perde para Barajas-Madrid). Desembarcamos no terminal T1 que foi inaugurado em 2009 e tem como autor do projeto o arquiteto Ricardo Bofill. El-Prat é menos impactante que Barajas, porém não menos encantador. O aproveitamento de iluminação natural é percebido em todos os espaços, seja nos enormes panos de vidro das salas de embarque ou nos pátios internos com áreas muito agradáveis para descanso.

O curioso foi ver as placas informativas escritas em catalão, o idioma oficial da região da Cataluña e outras regiões da Espanha, França e da cidade italiana Algueiro. A língua parece ser uma mistura de espanhol, francês, italiano e até português. Em Barcelona as pessoas falam muito rápido e ao ouví-los conversando eu não entendia nada! Para ler é mais fácil, pois muita coisa a gente acaba deduzindo ao encontrar um significado no outro idioma. Por exemplo: a expressão si us plau em catalão é bem parecida com a expressão francesa s’il vous plaît (ambas significam por favor).

Pegamos o mapa da cidade no guichê de informações turísticas e a funcionária nos aconselhou a pegar o ônibus Aerobus (tem a opção A1=Terminal 1 e A2=Terminal 2) que sai do aeroporto e vai pro centro. Pagamos algo em torno de 6 euros e valeu a pena, pois o ônibus é confortável e possui espaço para as malas e ar condicionado / aquecedor. Em menos de 40 minutos estávamos no hotel.

Ficamos hospedados no distrito de Eixample (agrupamento de 5 bairros de Barcelona) no Hotel Market. Fiz as reservas pelo próprio site e consegui um desconto na tarifa por ter feito a reserva com mais de um mês de antecedência. Tenho uma queda por hotéis menores e mais intimistas e a escolha foi ótima! Os quartos são grandes para este padrão de hospedagem, o café da manhã muito bom e a rua é muito tranquila e silenciosa.

No térreo há um restaurante onde é servido o café da manhã e a noite fica lotado para o jantar. A comida é deliciosa e o preço inacreditável! Relação custo x benefício excelente para jantar em Barcelona.

Tem também o bar Rosso com boas opções de coquetéis e drinks.

A localização do hotel é muito boa: ao lado do metrô e de ponto de ônibus, próximo de bares e restaurantes e dava para ir a pé até La Rambla. Gostei bastante do hotel e ficaria lá novamente com certeza.

Estávamos famintos, afinal neste dia a única refeição foi o café da manhã. Fomos jantar no restaurante chinês La Xina, que fica ao lado da Rambla. O ambiente é bem agradável e a comida muito boa. A garçonete mostra o menu e depois cada um preenche no papel o prato que vai querer. Não é uma opção tão barata quanto o restaurante do hotel, mas para os padrões da cidade não é muito caro.

Tentei tirar uma foto do dragão de papel que fica pendurado no teto, mas não deu para capturar tão bem o tamanho dele (foto abaixo à esquerda):

Saímos de lá e andamos pela Rambla, observando o vai e vem de turistas de todos os cantos do mundo. Passamos pela Fnac e de lá voltamos pro hotel para descansar e encarar o dia seguinte. A primeira impressão que tive de Barcelona foi muito boa e comecei a entender porque todo mundo que visita a cidade cai de amores por ela!

Anúncios
1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: