MADRID: TERCEIRO DIA

O último dia em Madrid começou com a visita ao Santiago Bernabéu que é o estádio do Real Madri. A ideia era apenas vê-lo por fora mas quando chegamos lá o Du se empolgou e me convenceu a fazer o tour pelo estádio. Não é o tipo de programa que faria se estivesse sozinha, mas entrei no clima e no final achei a experiência diferente e gostei bastante.

A entrada para a visita custa 16 euros por pessoa e não se trata de um tour guiado. Apesar de não haver um tempo mínimo ou máximo para o passeio, durante todo o percurso havia funcionários do estádio, com aquela falta de delicadeza típica dos espanhóis, apressando todos os participantes para que saíssem logo.

A visita começa lá no alto, de onde se tem uma visão geral do estádio:

Na sequência percorremos um amplo corredor onde é apresentada a história do Real Madrid em textos e vídeos. Há também exposição de uniformes antigos, detalhes da fundação do estádio, as salas dos troféus e a relação de todos os jogadores, tanto os atuais quanto os que já jogaram pelo time.

Descemos até o campo e foi possível ver bem de perto o gramado e ainda com direito a sentar no banco dos reservas.

Também visitamos o vestiário (somente o do time adversário) e tribuna de imprensa. E claro que no final havia uma loja com várias tranqueiras e lembranças do time e uma variedade de artigos esportivos à venda. No total o tour durou uma hora e meia.

Saímos de lá e fomos para o Palácio Real que foi utilizado pela realeza espanhola até o ano de 1931 e hoje é utilizado pelo rei somente em cerimônias oficiais. Uma pena que não tivemos tempo suficiente para entrar e conhecer o belo edifício, que é o maior palácio real da Europa.

O entorno do palácio:

A Ópera de Madrid também está nesta região:

Na fachada de um restaurante havia uma explicação da origem da tapa espanhola, que é o nosso tira-gosto:

(Clique na foto para aumentá-la)

Já passava das 15h e nesta hora a fome apertou. Fomos de metrô até a Gran Via e paramos para comer no Mercado de la Reina. Do lado de fora este restaurante parece ser minúsculo, mas quando entramos vimos que o lugar é enorme. Há três ambientes: o bar onde é possível fazer um lanche rápido ou “tapear”, o Gin Club que oferece coquetéis a base de gin e o restaurante para comer com mais calma no almoço ou no jantar. Uma ótima pedida a qualquer hora do dia!

Depois fomos para o Museu do Prado, que assim como o Reina Sofia oferece entrada gratuita em horários específicos: de segunda a sábado das 18h às 20h e aos domingos e feriados das 17h às 19h. O tempo que ficamos lá dentro não foi suficiente para conhecer todo o acervo e é necessário horas para explorá-lo por completo. Mas pelo menos já tenho um bom pretexto para voltar a Madrid!

No final do dia estávamos muito cansados e ainda fomos tomar uma cerveja com um amigo do Du que estava na cidade. E ao chegar no hotel ainda tivemos que arrumar as malas para seguir viagem no dia seguinte. Próxima parada: Marrakech!

Anúncios
3 comentários
  1. Flávia disse:

    ok, dispensaria a parte do futebol, até mesmo porque se fosse para conhecer um time espanhol seria o Barcelona, rs.
    Mas achei Madrid realmente mais sedutora a partir de sua experiencia. Não vejo a hora de saber como foi Marrakech.

    Curtir

    • Estou gostando de ver os comentários!
      Também fomos no Estádio do Barcelona, mas lá não fizemos o tour.
      E olha, Madrid surpreendeu muito! E bom saber que vc se interessou por esta cidade a partir dos meus relatos!
      Beijos!!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: